Sobre o projeto

Prefácio

Vivemos em um mundo digitalizado. As tarefas realizadas anteriormente em papelada são hoje realizadas na base digital – por exemplo, contato com autoridades, declaração fiscal, sistemas de viagens e reservas, compras e outras tarefas. Para entender e realizar essas tarefas, as competências digitais (CD) são cruciais à medida que a sociedade se torna cada vez mais digital; portanto, a Comissão Europeia lançou o quadro DigComp para os cidadãos.

A CD deve ser aprendida pelos usuários, pois compreende não apenas conhecimento, mas também experimenta competências, habilidades e atitudes. Sem competências digitais, as pessoas são excluídas da sociedade. Aprender competências digitais requer não apenas motivação externa, mas também que os usuários sintam que podem se envolver e ser cidadãos mais independentes. Em um ambiente dominado técnico e digital, a inclusão exige que as pessoas se sintam capazes de usar as ferramentas e os meios digitais para seus fins, de maneira útil e segura. Muitos adultos, apesar de capazes e integrados em outras esferas, precisam de apoio para se tornarem competentes e confiantes ao usar ferramentas digitais.